A acústica na Arquitetura Corporativa com divisórias moduladas


Na semana passada nós demos início ao tema “divisórias moduladas”, produtos que vêm se destacando no mercado por sua capacidade de atender com flexibilidade e eficiência as necessidades da Arquitetura Corporativa contemporânea.

Além dos pontos já apresentados, outra questão a qual é preciso estar atento diz respeito à acústica e à capacidade destas soluções em garanti-las.

Hoje, as empresas estão se preocupando cada vez mais em oferecer um espaço de trabalho acolhedor, esteticamente produtivo e com o mínimo de ruídos possíveis, a fim de que possam assegurar o bom rendimento de seus funcionários e a harmonia dentro do ambiente corporativo.

Uma sala com bom isolamento acústico é capaz de diminuir o stress, aumentar a concentração, otimizar a comunicação interna e até mesmo agilizar os processos.

O ideal é que o nível de isolamento seja acima de 50 dBA, evitando assim o vazamento de som. Já o nível de reverberação precisa ser menor que 1 segundo, o que pode ser conseguido com o uso de tapetes, forros e paredes acusticamente absorventes.

Estabelecendo as condições mínimas de conforto acústico para o bem estar dos profissionais, a ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas criou uma tabela específica sobre os ruídos para os ambientes dentro de uma empresa.

A NBR 15 faz referência às necessidades individuais de cada um deles, abrangendo características de materiais de fabricação e tecnologias de montagem. Com relação às divisórias existem duas normas: a ABNT NBR 13964, que diz respeito às divisórias do tipo painel (aquelas que não se estendem do piso ao teto); e a ABNT NBR 15141, relacionada às divisórias pisto-teto.

Destaque do projeto de Arquitetura Corporativa para a Abradif - Divisórias Piso-Teto.

A qualidade acústica das divisórias está relacionada à quantidade e densidade de suas placas externas, associadas aos seus respectivos materiais.

É importante destacar que mesmo os pequenos espaçamentos como furos e frestas entre forros, ar condicionado e outras instalações, podem destruir o isolamento acústico. Por isso, além do bom acabamento, uma divisória deve contar com excelentes vedações.

É interessante também que ela ofereça várias opções de revestimento acústico externo, como madeiras e tecidos que possibilitam ajustar a reverberação de acordo com a estética desejada.

Atentos a estas questões e necessidades, os fabricantes de divisórias têm trabalhado para conferir aos seus produtos diversos diferenciais, visando, de acordo com as normas, soluções inteligentes de isolamento acústico.

Compreendendo as necessidades de sua empresa, de seus funcionários e de cada estação de trabalho, a DABUS ARQUITETURA desenvolve um projeto de Arquitetura Corporativa sob medida, capaz de garantir o silêncio requerido aos ambientes e a produtividade de sua equipe.

Entre em contato conosco e saiba mais!