Preparando uma rede franqueadora a partir da Arquitetura - DABUS ARQUITETURA | DABUS ARQUITETURA

Blog DABUS ARQUITETURA

Preparando uma rede franqueadora a partir da Arquitetura

arquitetura-franquias

Abrir o próprio negócio é o sonho de muitas pessoas, porém, nem todos os novos empreendedores estão realmente preparados para lidar com os desafios comuns que a concretização desse desejo impõe.

No Brasil, uma opção que tem se destacado sensivelmente é a montagem de pontos de venda franqueados, uma solução que atrai principalmente aqueles que almejam rápido retorno e menor investimento. Nesse sentido as franquias de serviços são as preferidas, pois dispensam estoques e equipamentos pesados. Desde 2004 elas vêm crescendo 15% ao ano.

De acordo com Marco Pozza, diretor regional da Associação Brasileira de Franchising (ABF) no Rio Grande do Sul, hoje há 98 redes no país, que prometem lucro em até seis meses. Esse comportamento, porém, é mais comum nas franquias pequenas (com investimento inicial de até R$ 80 mil) ligadas às áreas de beleza, serviços automotivos, lanches ou cursos.

O aumento da busca por esse tipo de empreendimento beneficia também as próprias redes franqueadoras, que podem ver seu nome e sua marca se expandirem velozmente no mercado. Para isso, contudo, elas devem estar devidamente preparadas, dispondo de todos os recursos que viabilizem sua implantação.

A Arquitetura como fator determinante

projeto-arquitetura-franquias-soba-campo-grandeProjeto Sobá de Campo Grande – DABUS ARQUITETURA.

Um dos pontos mais importantes para um sistema de franchising é a manutenção dos padrões estabelecidos, não só com relação à qualidade do produto e do atendimento, mas também com relação à identidade arquitetônica.

Essa é uma questão para ser pensada em primeira instância, uma vez que ela está diretamente atrelada às possibilidades de replicação e adequação da imagem da marca, assim como à viabilidade econômica da expansão sustentável do negócio.

O design, o mobiliário, os materiais, a fachada, a disposição dos elementos, a orientação dos espaços e toda a ambientação devem ser de fácil reconhecimento por parte do consumidor, que tem de enxergar à sua frente uma marca una e sólida.

Por outro lado, algumas modificações devem ser previstas em virtude das necessidades específicas de cada lugar e de cada variação existente no perfil do público-alvo, contextualizado em diferentes realidades.

Além disso, os distintos tamanhos das lojas também devem ser trabalhados de maneira que a unidade e o conceito da franquia sejam assegurados, tudo dentro de um orçamento realmente exequível.

Ou seja, o Manual de Identidade Visual deve conter soluções criativas que maximizem o impacto da marca nos pontos de venda e, ao mesmo tempo, que garantam uma Arquitetura modular viável do ponto de vista econômico.

Antes, durante e depois, o componente arquitetônico sempre será um fator crucial para a implantação e o sucesso de uma rede franqueadora. Por isso, ele deve ser valorizado a partir de projetos de excelência, capazes de agregar o talento de uma equipe multidisciplinar a uma visão de negócios engajada com a realidade do mercado.

Conheça o trabalho da DABUS ARQUITETURA na área de Arquitetura de Franquias. Entre em contato conosco e saiba como podemos atender às suas necessidades.

Referências: Administradores, ZH Notícias.

Compartilhe este post



Comentários (0)

Deixe o seu comentário!




Áreas de Atuação