5 diretrizes para projetos de clínicas e consultório para seguir | DABUS ARQUITETURA

Blog DABUS ARQUITETURA

5 diretrizes para projetos de clínicas e consultórios

Os projetos de clínicas e consultórios devem ser pensados para proporcionar a melhor experiência possível aos pacientes. Para tanto, há uma série de cuidados a serem tomados quanto à Arquitetura Clínica.

Conheça 5 deles…

Diretrizes para projetos de clínicas e consultórios

Projeto DABUS ARQUITETURA.

A seguir nós relacionamos diretrizes essenciais, que devem guiar o planejamento do espaço de uma clínica ou consultório. Fique por dentro!

1. Localização

A localização da clínica é fundamental, por isso, é importante que você observe a região para identificar se é o melhor lugar para receber os seus pacientes. Além disso, é preciso se atentar às normas e regras vigentes para saber se o local está de acordo ou não com elas.

Não adianta investir em um projeto de Arquitetura Clínica incrível se ele não obedece as condições técnicas e estruturais previstas na LEI. Saiba que existe um conjunto de normas que compreendem desde a higiene até a ambientação e outras necessidades da clínica.

2. Acessibilidade

Sobretudo em um ambiente ligado à saúde, é fundamental observar aspectos que facilitam o acesso e a movimentação dos pacientes. Ou seja, é preciso considerar a circulação aliada à segurança para que pessoas com mobilidade reduzida, crianças e idosos possam se locomover com facilidade.

Entre as medidas, estão rampas e portas largas.

3. Conforto

É preciso se atentar em oferecer conforto térmico, acústico e lumínico a fim de proporcionar bem-estar aos pacientes que aguardam as consultas ou exames. Invista na entrada de luz natural, mas caso não seja possível, use luminárias para deixar o clima mais aconchegante.

4. Materiais de acabamento

Na hora de escolher os materiais de acabamento, fique atento às especificações técnicas, conforme a sua utilização. É importante que eles sejam resistentes, duráveis e funcionais à aplicação a qual se destinam. Assim, além de criar uma atmosfera mais agradável aos pacientes, eles devem também garantir praticidade para os profissionais envolvidos.

5. Manutenção

A manutenção tem, justamente, a ver com o tópico anterior. Os materiais precisam ser de fácil limpeza e proporcionar mudanças sem muitas dificuldades. Com isso, é possível economizar recursos e ganhar tempo na rotina do negócio.

A arquiteta titular da DABUS ARQUITETURA, Heloisa Dabus, apresenta essas dicas e o case do projeto para a clínica Speranzini no vídeo abaixo.

Quer saber mais? Entre em contato com a DABUS ARQUITETURA e saiba como podemos te ajudar!

Compartilhe este post



Comentários (0)

Deixe o seu comentário!




Áreas de Atuação