Mercado da saúde: 4 tendências para acompanhar


Mercado da saúde

Prevenir doenças, realizar tratamentos ou mesmo manter uma condição física favorável nunca mais será da mesma maneira. O mercado da saúde vem evoluindo juntamente das tecnologias, que agora estão próximas tanto das instituições quanto dos pacientes. Assim, há diversos recursos facilmente acessáveis que ajudam a monitorar o estado do corpo e o cumprimento dos protocolos médicos. Além de muitos outros artifícios, inclusive ainda pouco explorados.

O futuro da saúde envolve a todos. Desde profissionais do meio, usuários dos serviços, até organizações privadas, que têm no ser humano um de seus ativos mais preciosos. 

Estamos numa era de transformações. Por isso, buscar acompanhá-las é crucial para moldar as adequações necessárias às novas possibilidades. Sobretudo se tratando de vidas

No post de hoje, veremos as principais tendências que estão guiando os rumos do mercado da saúde no Brasil e no mundo. 

A autonomia é o destino no mercado da saúde

Robôs, inteligência artificial, aprendizado de máquina, apps, telemedicina. Muitas aplicações em desenvolvimento proporcionam um nível maior de controle e autonomia para o usuário. Seja ele médico ou paciente.

1. Inteligência artificial

As potencialidades da inteligência artificial não estão todas desenhadas. Mas a capacidade de ajudar a empregar ações mais assertivas, a partir da captação e cruzamento inteligente de dados, é uma das grandes vantagens que já pode ser experimentada.

A inteligência artificial na saúde avançará para tornar a interação entre humanos e máquinas o mais natural possível. Dessa forma, times de profissionais terão a sua mão informações ricas que contribuirão para dar respostas mais rápidas e tomar decisões com maior segurança.

2. Internet das Coisas (IoT)

A Internet of Things (IoT), ou Internet das Coisas, permite que diferentes tipos de dispositivos se conectem à internet. Assim, eles ganham novas funções que auxiliam no controle e manutenção da saúde. Os smartwatches, que coletam dados sobre o desempenho do corpo, são exemplos de recursos que entregam informações importantes para a verificação da equipe médica.

A tendência é que um número ainda maior de objetos passem a ser ressignificados em clínicas, hospitais, centros cirúrgicos e outros ambientes, onde a conectividade é capaz de agregar mais eficiência.

3. Impressão 3D

Embora não seja exatamente uma novidade, dada a sua criação na década de 80, a impressão 3D vem tomando outras proporções nos dias de hoje. Novos produtos são criados por meio desta tecnologia que permite, sobretudo, o desenvolvimento de protótipos precisos. No mercado da saúde, próteses e modelos biológicos são alguns dos produtos criados.

4. Medicina Preditiva

Cada vez mais os cuidados de saúde se voltam à prevenção de doenças. Terapias, exercícios e acompanhamentos que visam evitar complicações estão ganhando a atenção da classe médica. Portanto, valoriza-se mais a qualidade de vida da população, que tende a viver mais. 

Novamente, a tecnologia é uma aliada crucial no avanço de exames e diagnósticos. O estudo das predições genéticas vem se destacando nesse contexto. Tudo para proporcionar mais segurança e tempo hábil para a cura dos pacientes.

Os projetos de ArquiteturaClínica desenvolvidos pela DABUS ARQUITETURA visam agregar o que há de mais moderno no segmento de cada especialidade. Então, entre em contato conosco e saiba mais sobre nossa expertise!

Referências: GTT Health Care, Saúde Business, Portal Telemedicina.