O melhor aproveitamento dos espaços da empresa pela Arquitetura Corporativa


Do mesmo modo como o mercado está em constante evolução, destacando novas tendências e formas de comportamento, é imprescindível que o espaço corporativo esteja preparado para acompanhar tais transformações, oferecendo as condições necessárias para se produzir melhor e para garantir a identidade da empresa.

A tecnologia é um dos elementos fundamentais quando o assunto é evolução e adequação das estações de trabalho. Somados a ela, o melhor aproveitamento dos espaços e a reorganização do layout desempenham funções de qualidade e eficiência na Arquitetura Corporativa contemporânea.

Hoje, ao contrário da rígida divisão dos espaços de trabalho comum nas décadas de 70 e 80, os projetos de plantas livres e espaços integrados são cada vez mais utilizados.

Projeto de Arquitetura Corporativa para um dos escritórios do Votorantim CCTI em São Paulo.

Em matéria da revista Arquitetura e Urbanismo de setembro, Heloisa Dabus, arquiteta responsável pela DABUS ARQUITETURA, destacou que antes da Era Digital, os escritórios e empresas ainda eram configurados de acordo com padrões hierárquicos. “Mas com as novas premissas e necessidades de informática, as estações passaram a ser definidas de acordo com os equipamentos que cada usuário precisa para desempenhar sua função“, afirmou ela.

Revista Arquitetura e Urbanismo - Setembro de 2010, Edição 198.

Com a chegada de computadores mais compactos e telas mais finas, se tornou possível aproveitar um único local para a realização das tarefas de um número maior de colaboradores.

… os mesões lineares se multiplicaram em escritórios de diferentes portes e atividades prometendo racionalizar os espaços e promover maior interação entre as equipes. Estima-se que esse modelo de organização permita reduzir em pelo menos 25% a área ocupada, o que, em outras palavras, significa redução de custos” – Trecho da matéria Tempos Modernos da revista Arquitetura e Urbanismo de setembro de 2010.

A utilização de armários embutidos, portas de correr, prateleiras aplicadas à parede, são outras soluções que permitem o melhor aproveitamento do metro quadrado. Para dar a sensação de amplitude, espelhos e imagens em profundidade também podem ajudar – principalmente em áreas reduzidas.

Salas usadas para mais de uma finalidade são excelentes quando a ideia é economizar espaço. Neste sentido, salas de reunião podem ser aproveitadas também para fazer conferências e treinamentos – aqui o importante é contar com um mobiliário leve e prático.

O ideal é que o projeto de Arquitetura Corporativa preveja soluções versáteis, pois, conforme dito no início, a constante evolução do mercado exige atualizações nas estações de trabalho com maior frequência.

Em vista disto, crescem os projetos facilmente reversíveis, permitindo retrabalhar os ambientes para atender as necessidades da empresa e da equipe, associando novas tecnologias e a reorganização do layout.

Muito mais que a otimização do espaço corporativo, a Arquitetura Corporativa se reflete diretamente sobre os resultados operacionais e financeiros, sendo um elemento decisivo no planejamento dos negócios.

Por isso, entre entre em contato com a DABUS ARQUITETURA e saiba como podemos tornar a sua empresa muito mais integrada, confortável e produtiva!