Retrofit: Inteligência e estratégia aplicada à Arquitetura Corporativa


A estrutura física de uma empresa é um valor que deve ser entendido como uma marca a partir da qual é possível compreender e se identificar com o seu estilo de atender os clientes, o modo de se relacionar com o mercado e a maneira de acompanhar a evolução tecnológica.

A Arquitetura Corporativa é um elemento estratégico que reafirma a identidade da empresa e se mostra capaz (ou não) de oferecer os recursos atualizados pelas novas tendências, necessidades, preferências, entre outras inovações do mercado.

Em Arquitetura, quando o assunto é “atualização”, um conceito que vem ganhando destaque nos últimos anos é o de “Retrofit”. Você já ouviu falar?

O termo, compreendido como uma “reforma complexa”, surgiu na década de 70 nos Estados Unidos a partir de um projeto que teve o desafio de recuperar áreas inteiras de prédios, atualizando as edificações para que elas pudessem receber os novos sistemas de informática e automação que estavam surgindo.

Ao contrário de uma reforma comum que envolve apenas arquitetos e engenheiros (normalmente), o Retrofit se constitui como um verdadeiro trabalho de reabilitação do edifício, sendo profundamente planejado por uma equipe de arquitetos, engenheiros, administradores, economistas, consultores, entre outros profissionais.

As alterações/modernizações do Retrofit podem englobar tanto a infraestrutura, quanto a estrutura, os acabamentos e a fachada do edifício. Este tipo de projeto é indicado quando o seu valor não ultrapassa o da construção de um novo imóvel e quando há necessidades que tornam a sua aplicação uma ação estratégica.

Principalmente para as empresas, um novo prédio e um novo endereço pode não ser interessante pela dificuldade de transferência dos equipamentos e pelo grande risco da perda de clientes.

Além de manter o endereço, o Retrofit pode ser trabalhado para garantir as características da Arquitetura Corporativa original, apenas tornando a estrutura física da organização melhor preparada para os novos tempos.

Outras vantagens oferecidas por este tipo de projeto são:

  • – valorização do patrimônio (de 20 a 100%) e maior rentabilidade ao imóvel;
  • – mudança da função do edifício;
  • – adequação a uma nova postura corporativa, como o fornecimento de recursos para a adoção de um modelo de Desenvolvimento Sustentável;
  • – tempo de aplicação (geralmente cerca de 6 meses) bem inferior ao da construção de um novo edifício;
  • – custo em média 40% inferior ao valor do metro quadrado;
  • – ausência do risco de perda do investimento, pois como já foi destacado anteriormente, o Retrofit é planejado estrategicamente por um grupo interdisciplinar de profissionais que visam garantir a viabilidade econômica de sua aplicação e a garantia de resultados superiores.

Assim como a sua equipe deve estar sempre realizando cursos de atualização, buscando aprimoramentos para oferecer os melhores serviços, a Arquitetura Corporativa enquanto patrimônio da marca de sua empresa também precisa estar adequada às novas linguagens e necessidades de seu público, apresentando diferenciais capazes de acolhê-lo com conforto e encantá-lo pela personalidade e identidade únicas.

O Retrofit, mais que uma reforma, é a reabilitação e a revitalização dos seus negócios. Entre em contato com a DABUS ARQUITETURA e saiba como podemos te ajudar.

Vamos juntos encontrar a solução ideal para a sua empresa!