A escolha de cadeiras e poltronas para o ambiente corporativo


Quanto tempo você e sua equipe permacem sentados durante o dia de trabalho?

Provavelmente você irá responder “muito tempo”. Mesmo com um ritmo de trabalho dinâmico e acelerado, a necessidade de se colocar em frente ao computador, à mesa de reniões e de atividades, entre outras situações, continua sendo inevitável.

Diante desta realidade uma questão assume um papel de extrema importância: a qualidade das cadeiras e poltronas que fazem parte do ambiente corporativo.

Infelizmente na maioria das empresas a escolha destes elementos não recebe a devida atenção, gerando por isso resultados negativos tanto à saúde dos colaboradores, quanto ao nível de produtividade dos mesmos.

Com as jornadas de trabalho cada vez mais estafantes as condições das estações de trabalho passaram a ser ainda mais priorizadas pela Arquitetura Corporativa, que por meio de seus projetos visa disponibilizar soluções inteligentes voltadas a garantir o conforto dos funcionários e a otimizar a sua capacidade produtiva.

Hoje, as opções com relação as cadeiras e poltronas para ambientes corporativos são vastas e variadas. No entanto, no Brasil cadeiras com determinadas funcionalidades especiais só podem ser conseguidas por meio de importação.

De qualquer forma, é preciso valorizar de modo enfático a qualidade desses elementos. O ideal é que eles contem com diferentes possibilidades de regulagens que envolvam os seus braços, encostos, assentos e apoios, oferecendo ao lado dos sistemas de amortecimento e da estrutura da peça em geral, todas as condições necessárias para atender as exigências ergonômicas.

Na escolha de cadeiras e poltronas a Ergonomia deve ser o primeiro item a ser levado em conta. As normas da ABNT e a NR17 descrevem e indicam as medidas recomendadas. É importante estar atento a elas para que se possa tomar uma decisão assegurada na hora da compra deses produtos.

A questão estética é outro fator importante, uma vez que está diretamente ligada à imagem da empresa e ao objetivo do projeto. Em alguns casos, como os de bancos, o Design ganha uma importância ainda maior, podendo ser a característica determinante na escolha.


A utilização/finalidade do mobiliário também precisa ser pensada de modo planejado. Em salas de reuniões, por exemplo, onde o tempo de uso geralmente é menor, pode-se optar por cadeiras mais simples, com menos recursos e consequentemente menor custo. Já em locais onde a maioria das atividades serão realizadas é necessário contar com equipamentos que ofereçam o máximo de regulagens, assim como a fácil utilização das mesmas e alta resistência. Estas qualidades irão assegurar o bem estar dos usuários que, confortáveis, passarão a trabalhar e a produzir mais.

Funcionalidade, Tecnologia, Design e Ergonomia precisam estar em favor de suas cadeiras e poltronas como soluções para uma equipe mais motivada e para um ambiente de trabalho mais harmônico e eficiente. Pesquise, planeje e abuse das opções do mercado para colher melhores resultados em seu dia a dia de trabalho!

Para saber como a DABUS ARQUITETURA pode desenvolver o seu projeto de Arquitetura Corporativa, basta entrar em contato conosco.