Tendências de mercado 2020: saiba onde apostar!


Tendências de mercado 2020

Para quem tem um negócio ou ocupa posições decisivas dentro dele, é inevitável ficar de olho nas tendências de mercado 2020. Afinal, a hora é propícia para planejar os próximos passos. Acompanhar essas indicações são importantes porque elas podem inspirar insights e medidas de realinhamento.

O caminho, na verdade, já foi dado. Hábitos, conceitos, produtos e nichos que despontaram em 2019 devem avançar e expandir, definindo, assim, tendências relevantes para a atuação em 2020.

Mas, vale lembrar que elas englobam, nada mais, nada menos, do que formas inovadoras (ou pelo menos mais dedicadas) de atender a necessidades humanas que sempre existiram. Porém, somadas ao novo comportamento do consumidor.

Então, acompanhe e fique por dentro de 5 áreas com fortes potencialidades no Brasil.

Oportunidades nas tendências de mercado 2020

Em um momento de instabilidade econômica, observar fatores proeminentes no mercado pode fazer a diferença, até para surfar na onda das oportunidades. De acordo com dados da Secretaria de Política Econômica (SPE), a previsão de crescimento do PIB nacional para o ano que vem atingiu 2,32%. Isso graças à melhora nos resultados econômicos entre julho e agosto.

Você já fez o planejamento do seu negócio? Definiu as próximas estratégias? Está atento à realidade sociopolítica brasileira?

Procure explorar as tendências de mercado 2020 de algum modo. Assim, sua empresa otimiza as chances de crescimento. Veja alguns apontamentos que merecem destaque.

1. Automação

Ela já faz parte do nosso dia a dia. Está nos processos, no marketing, na gestão, no desenvolvimento de produtos e em outras áreas. O interessante é observar como soluções “simples”, como um aplicativo de celular, tornou até a vida do consumidor mais comum robotizada. Não em sentido pejorativo.

Com o auxílio da (também em expansão) inteligência artificial, novas companhias surgirão oferecendo serviços de automação surpreendentes, que prometem agilizar rotinas em larga escala, economizar recursos e entregar resultados mais assertivos. Duvida?

2. Valorização da diversidade

Muitas companhias já buscam adequar sua cultura à valorização da diversidade. O preconceito está mesmo perdendo espaço no mundo corporativo e no posicionamento das marcas. O mercado vem se abrindo cada vez mais para os hábitos de consumo do público hoje entendido como LGBTQIA+ (lésbicas, gays, bissexuais, transsexuais/transgêneros, queer, interssexo, assexual).

Essa é uma parcela da sociedade que ganha voz e se tornará mais forte em 2020. Produtos, eventos e tecnologias focadas nesse nicho devem se multiplicar. Porém, será imprescindível apresentar propostas coerentes, sólidas e bem engajadas.

3. Consumo consciente

O novo consumidor é mais consciente e, por consequência, mais exigente. Portanto, tem buscado produtos e serviços que não apenas supram as suas necessidades, como também não prejudiquem o meio ambiente. Em 2020, a chamada “pressão verde” tende a aumentar. Preparado?

Assim, é importante buscar desenvolver soluções eco-friendly. E não só isso. Pode ser interessante, por exemplo, criar projetos de preservação à natureza, produzir conteúdos educativos, associar a imagem da marca a ativistas relevantes, entre outras possibilidades voltadas a um real engajamento com a saúde do planeta.

4. Vida saudável

O “consumo consciente” se estende à compreensão de uma vida saudável. Em todos os aspectos: físico, mental, emocional. A procura por alimentos orgânicos, exercícios físicos e práticas de relaxamento e autoconhecimento aponta para uma crescente.

Segundo pesquisa da Euromonitor International, em 2017, o setor de produtos saudáveis movimentou R$ 92,5 bilhões no Brasil. A expectativa é que apresente um avanço de 3% ao ano até 2022.

Outro marco curioso, mais votado à questão da saúde mental, é que em 2019 a Organização Mundial da Saúde (OMS) incluiu a síndrome de burnout (esgotamento mental) na próxima edição da Classificação Internacional de Doenças (CID-11). Ou seja, não se trata de um assunto qualquer. Mas sim de uma realidade que pede atenção especial e soluções práticas.

5. Serviços por assinatura

Uma pesquisa da Opinion Box (2018), revelou que 33% dos internautas assinam algum tipo de serviço. Esse é um modelo de negócio que ganhou popularidade aqui no Brasil a partir de exemplos de gigantes como a Netflix. Agora, diversas empresas tentam estabelecer meios para seguir nesse caminho. Não há um formato específico. As possibilidades são inúmeras! Contudo, exigem muita criatividade e um ótimo planejamento.

E então, é possível buscar algum alinhamento do seu negócio com as tendências de mercado 2020?

Lembre-se de adequar o seu ambiente de trabalho também. Afinal, ele diz muito sobre a empresa e a direção que ela está tomando. Nesse quesito você sabe que pode contar com a gente para a elaboração do seu projeto de Arquitetura Corporativa. Entre em contato conosco e saiba mais!

Referências: Neil Patel Blog, Runrun.it Blog, ContaAzul Blog.