Covid-19 no trabalho: 6 ambientes a serem adequados


Covid-19 no trabalho

O retorno gradual às atividades fora de casa exige uma série de cuidados intensificados de prevenção ao coronavírus. Muitas soluções ainda estão sendo estudadas para permitir a atuação profissional da forma mais saudável possível. Assim, o “novo normal” exige das empresas dedicação, comprometimento e criatividade para evitar a Covid-19 no trabalho.

No ambiente corporativo, áreas diferentes pedem soluções próprias. É necessário estar atento a cada configuração e finalidade. Em alguns casos, pode ser interessante reorientar a utilização do espaço, afim, sobretudo, de reduzir o número de pessoas no local.

No post de hoje veremos mais de perto os cuidados mais importantes para as principais áreas. Acompanhe!

Sinalização contra a Covid-19 no trabalho

Um dos aspectos essenciais para lidar com a Covid-19 no trabalho tem a ver com a sinalização. Ela deve ser pontual, objetiva e precisa. Juntamente a um esforço de educação dos colaboradores, ela deve criar um clima de confiança e segurança na empresa.

TVs, painéis, displays, adesivos e placas são alguns dos recursos que podem ser empregados, conforme a necessidade de cada ambiente.

Abaixo veremos algumas possibilidades.

1. Estação de trabalho

A quantidade de funcionários nas mesas compartilhadas tem de ser reduzida. Portanto, o lugar entre duas pessoas deve ficar vago. Isso pode ser sinalizado com um adesivo no assento, por exemplo. Os espaços compartilhados, de modo geral, precisam ter sua capacidade de acomodação diminuída. Menos mesas, menos assentos, menos aglomeração.

A frequência de limpeza deve ser intensificada e todos precisam colaborar nesse sentido. Além da disponibilização de álcool em gel para as mãos, produtos de higienização para os utensílios também devem estar ao alcance da equipe.

2. Recepção

Dispensers automáticos para a limpeza das mãos, faixas ou adesivos indicativos sobre a distância a ser mantida entre os clientes e informativos com orientações gerais são itens indispensáveis nas recepções. Para que o atendente seja ainda mais protegido, é possível instalar barreira acrílica no balcão. Além disso, é ideal realizar a aferição da temperatura já na entrada.

3. Áreas comuns

Nesse tipo de ambiente é preciso modificar a capacidade de receber pessoas e também comunicar quantas podem permanecer ali por hora. Com a ajuda da sinalização, busque fazer com que essa permanência seja encurtada. Aumente o distanciamento entre os assentos, disponibilize álcool em gel, água e sabão. Reforce os cuidados com orientações básicas em cartazes, TVs ou placas.

4. Copa

Aqui é importante moderar ao máximo a necessidade do toque. Por isso, conte com dispensers automáticos de sabão.

Outra dica é definir turnos de uso do local por grupos reduzidos. Dessa maneira, todos poderão ter acesso a ele sem uma exposição maior aos riscos.

5. Sala de reunião

Sempre que possível as reuniões podem acontecer por videoconferência. Entretanto, a sala tem de estar adequada para ocasiões em que o time (ou parte dele) precisa se reunir fisicamente. Capacidade reduzida, assentos alternados, álcool em gel e informativo sobre como agir são precauções a serem tomadas. Se houver janelas, é interessante mantê-las abertas.

6. Banheiros

Como os demais ambientes, os banheiros devem passar por ciclos de limpeza mais frequentes. Assim como na copa, dispensers automáticos são fundamentais para evitar o toque na superfície. Procure também indicar quantas pessoas podem usar o espaço ao mesmo tempo. Sinalize na porta o número de usuários.

Sua empresa já se preparou para tomar todos esses cuidados? Eles são cruciais para estabelecer uma relação de confiança com todo o time. Além, é claro, de atenderem às exigências de saúde.

Acompanhe o nosso Instagram e confira mais dicas para retomar as atividades de forma segura e sustentável!